CONHEÇA OS SEGREDOS DA COENZIMA Q10

Cada vez mais frequente nas propagandas de nutricosméticos e produtos de beleza, a Coenzima Q10 — que é produzida naturalmente pelo corpo — exerce uma função de extrema importância para a renovação celular, já que é responsável por produzir a energia de que precisamos para a manutenção das células.

1. Para que serve?

De um modo geral, a Coenzima Q10 serve para ajudar o organismo a atingir um equilíbrio. No entanto, por ser um excelente antioxidante, sabe-se que sua presença é essencial para o combate aos radicais livres, moléculas associadas ao surgimento de uma série de doenças.

2. Coenzima Q10 emagrece?

Muitas pessoas têm procurado a Coenzima Q10 para auxiliar no emagrecimento. No entanto, fica a pergunta: será que ele realmente faz emagrecer? Bem, por ser um poderoso antioxidante, a resposta é: sim, esse componente pode ser de grande valor para quem deseja perder peso.

3. Quais são os benefícios?

Melhora do funcionamento cardíaco

Fortalecimento do sistema imunológico 

Prevenção do câncer

Redução dos níveis de colesterol ruim (LDL)

  • Combate ao envelhecimento precoce, contribuindo para a saúde da pele e dos cabelos;
  • Auxílio na prevenção de doenças degenerativas, como mal de Parkinson e Alzheimer;
  • Melhor recuperação muscular, evitando a fadiga;
  • Auxílio no tratamento da fibromialgia, diminuindo as dores;
  • Redução das dores de cabeça/enxaqueca;
  • Aumento da fertilidade.

4. Quais são os efeitos colaterais?

  • Hipoglicemia: pessoas hipoglicêmicas são estritamente proibidas de suplementar com Coenzima Q10, já que seu uso diminuirá as quantidades de glicose na corrente sanguínea;
  • Diabetes: mesmo que pareça saudável, os diabéticos só poderão consumir esse nutriente com uma autorização médica;
  • Gravidez: gestantes só poderão fazer uso do suplemento com a orientação do ginecologista. No geral, não deve ser feito.
  • Sono desregulado;
  • Intoxicação do fígado;
  • Enjôos;
  • Dores de cabeça;
  • Perda do apetite;
  • Redução da pressão arterial;
  • Pequenas manchas na pele.

7. Quais são os alimentos que contêm Coenzima Q10?

Carnes

  • 100 g coração de porco — 11,8 mg de CoQ10;
  • 100 g de fígado de galinha — 11,6 mg de CoQ10;
  • 100 g de coração bovino — 11,3 mg de CoQ10;
  • 100 g de coração de galinha — 9,2 mg de CoQ10;
  • 100 g de fígado bovino —  3,9 mg de CoQ10;
  • 100 g de lombo bovino (acém) — 3,1 mg de CoQ10;
  • 100 g de coxa bovina (alcatra) — 3,0 mg de CoQ10;
  • 100 g de peito de frango — 2,0 mg de CoQ10.

 Vegetais

  • 100 g de soja — 1,21 mg de CoQ10;
  • 100 g de couve-flor — 0,67 mg de CoQ10;
  • 100 g de brócolis — 0,59 mg de CoQ10;
  • 100 g de espinafre — 0,36 mg de CoQ10;
  • 100 g de rabanete — 0,33 mg de CoQ10;
  • 100 g de batata doce — 0,33 mg de CoQ10.

Cenoura, alho, ervilha, alface e outros tipos de vegetais também contêm esse nutriente, porém em quantidades ainda menores.

Leite e seus derivados

  • 100 g de manteiga — 0,71 mg de CoQ10;
  • 100 g de gema de ovo — 0,52 mg de CoQ10;
  • 100 mL de leite não pasteurizado — 0,19 mg de CoQ10;
  • 100 mL de leite pasteurizado — 0,17 mg de CoQ10;
  • 100 g de queijo suíço — 0,13 mg de CoQ10.

Frutas

  • 100 g de abacate — 0,95 mg de CoQ10;
  • 100 g de groselha — 0,34 mg de CoQ10;
  • 100 g de morango — 0,14 mg de CoQ10;
  • 100 g de toranja — 0,13 mg de CoQ10;
  • 100 g de maçã — 0,11 mg de CoQ10.

Assim como o leite e seus derivados, as frutas estão longe de serem consideradas boas fontes de Coenzima Q10.

Óleos

  • 100 ml de azeite de oliva extra virgem — 11,4 mg de CoQ10;
  • 100 ml de óleo de amendoim — 7,7 mg de CoQ10;
  • 100 ml de óleo de canola — 6,4 mg de CoQ10;
  • 100 ml de óleo de soja — 5,4 mg de CoQ10;
  • 100 ml de óleo de gergelim — 3,2 mg de CoQ10.

 Sementes e oleaginosas 

  • 100 g de amendoim — 2,67 mg de CoQ10;
  • 100 g de pistache — 2,00 mg de CoQ10;
  • 100 g de nozes — 1,90 mg de CoQ10;
  • 100 g de gergelim — 1,76 mg de CoQ10;
  • 100 g de avelã — 1,67 mg de CoQ10.

 Grãos

  • 100 g de milho — 0,70 mg de CoQ10;
  • 100 g de arroz — 0,49 mg de CoQ10;
  • 100 g de trigo — 0,35 mg de CoQ10.

No caso dos grãos, os números podem variar de acordo com o seu processamento. De qualquer modo, esse grupo alimentar não apresenta quantidade significativa desse nutriente.

Peixes e frutos do mar

Apesar de não contarem com boas quantidades, os peixes são bastante indicados aqui. E o porquê disso? Porque eles são ricos em Ômega 3, uma gordura que favorece a absorção de Coenzima Q10. Cada 100 gramas de atum possui 1,5 mg de ômega 3, sendo essa uma das principais fontes entre essa classe alimentar. Contudo, o salmão, as ostras, os camarões, a sardinha e o bacalhau também são recomendados.

Podemos perceber que as carnes e o azeite de oliva extra virgem são os alimentos com maior concentração de Coenzima Q10. Mesmo assim, para ingerir a quantidade diária ideal de CoQ10, seria preciso consumi-los em grande quantidade.

Portanto, nada melhor do que partir para sua suplementação, porém, lembre-se de atentar aos efeitos colaterais do seu uso inadequado. Diante desse cuidado, os benefícios serão claros e visíveis, isso é certo. Para concluir, é válido repetir que esse componente atuará na regulação do organismo como um todo, sendo extremamente interessante para:

  • saúde do coração;
  • aumento de energia;
  • fortalecimento do sistema imunológico;
  • prevenção do envelhecimento precoce;
  • perda de peso;
  • prevenção de diversas doenças, como o câncer:
  • melhora da fertilidade (masculina e feminina).


Deixe uma resposta